RAINHA D. MAFALDA DE SABÓIA

Quarto

História

A Rainha D. Mafalda de Sabóia nasceu em 1125 e morreu em Coimbra a 04 de Dezembro de 1157, filha do Conde Amadeu III de Sabóia e da sua segunda esposa, Mafalda de Albon.

Foi Rainha de Portugal desde 1146 até à sua morte, como esposa de Afonso I de Portugal, D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

Seu pai participou na Segunda Cruzada, tendo sido esta uma das principais razões para a sua eleição como consorte, formando uma aliança entre o novo reino e a Casa de Sabóia, de forma a ajudar a expulsar muçulmanos do território português e demonstrando, ao mesmo tempo, a independência do novo e recente Reino de Portugal.

As rainhas de Portugal cedo contaram com rendimentos de bens, na sua maioria por doação, tendo esta rainha reservado direitos de portagem à manutenção de uma albergaria fundada em Canaveses.

A sua presença é registada pela primeira vez no reino de Portugal em 1146, quando confirma uma doação de sua sogra, D. Teresa de Leão, à ordem de Cluny.

Foi padroeira dos cistercienses e fundou o Mosteiro da Costa (Guimarães) e um hospital para peregrinos, pobres e doentes (Canaveses) Casou em 1146 e deste casamento nascem D. Henrique Afonso de Portugal, D. Urraca Afonso de Portugal, D. Teresa Afonso de Portugal, D. Mafalda Afonso de Portugal, D. Sancho I de Portugal, D. João Afonso de Portugal e D. Sancha Afonso de Portugal.

A Rainha D. Mafalda encontra-se sepultada no mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, próxima das sepulturas do seu marido, D. Afonso Henriques e de seu filho, D. Sancho I.

FAÇA A SUA RESERVA CONNOSCO!

Agende a sua chegada à Casa das Senhoras Rainhas e o número de noites que pretende ficar, nós trataremos de todos os pormenores do seu alojamento.